COMENDA SÃO JOSÉ DE ANCHIETA É CONCEDIDA AO VICE-REITOR DO SANTUÁRIO

O QUE DIZEM OS MILAGRES? ANCHIETA É DIGNO DE SER IMITADO
11 de junho de 2019
IGREJA EM SAÍDA E O MOVIMENTO COMO TESTEMUNHO DOS APÓSTOLOS
12 de junho de 2019

COMENDA SÃO JOSÉ DE ANCHIETA É CONCEDIDA AO VICE-REITOR DO SANTUÁRIO

Município que conserva importantes marcas do legado do Apóstolo e Padroeiro do Brasil concedeu a “Comenda São José de Anchieta” em homenagem ao notório serviço prestado ao Município.

Bruno Franguelli, vice-reitor do Santuário Nacional de São José de Anchieta, foi homenageado com a ‘Comenda São José de Anchieta’, uma distinção de honra concedida ao cidadão que se destacou na luta pela igualdade de direitos, conscientização, liderança, capacidade de conciliar conflitos e pelo resgate da dignificação das pessoas.

A Comenda foi conferida ao sacerdote jesuíta em Sessão Solene na Câmara Municipal de Anchieta, no dia 07 de junho, com a presença de autoridades civis e militares, representantes do poder judiciário e da população de Anchieta.

O sacerdote explicou a alegria e a emoção ao receber a homenagem. “Padre José de Anchieta faz parte da minha história, desde pequeno. Decidi ser jesuíta a partir do exemplo de São José de Anchieta. Então, receber essa comenda hoje, de fato, é algo maravilhoso”, relatou.

ABERTURA DA SOLENIDADE: A UNIDADE COMO RESPOSTA

Convidado para realizar um pronunciamento e conceder a bênção na abertura da tradicional Sessão Solene em comemoração ao dia da cidade, Padre Bruno Franguelli, destacou como “esta noite nos mostra que temos uma oportunidade, na nossa cidade, de caminharmos juntos em unidade”.

Ao recordar a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos, mostrou que se trata “tanto da unidade na nossa vida política, como também unidade na nossa vida familiar e também da unidade na fé”. E explicou o motivo, “porque a palavra diabo vem do grego diábolos aquele que divide. Toda divisão que existe dentro do nosso coração, da nossa família, da nossa igreja, da nossa sociedade, vem do diabo.” E concluiu, destacando que “toda pregação que conduz à divisão, é diabólica.”

ANCHIETA: CIDADE COM MARCAS PROFUNDAS DO LEGADO DO APÓSTOLO DO BRASIL.

São José de Anchieta é uma figura que atrai a todos. E honrar o Padre Anchieta, não é algo simplesmente religioso, é um ato cívico, de amor à cidade.

Padre Bruno Franguelli

Tamanha a importância de São José de Anchieta para o município que conserva seu nome, Padre Bruno Franguelli logo no início de sua exposição afirmou que “nenhum anchietense pode dizer que ama esta cidade, se desconhece ou é indiferente ao legado de São José de Anchieta para esta cidade.”

Para reconhecer, conservar e transmitir esse legado, o padre jesuíta considera que “cuidar da memória do Padre São José de Anchieta é um ato de amor à cidade”, uma vez que “um povo que não tem memória é sem identidade. Não sabe de onde veio, nem para onde vai. Não prospera”, enfatizou.

Diante de tal importância, assinalou que as ações municipais e de seus cidadãos devem se pautar pelo respeito, zelo e continuidade. “Cuidemos da memória de São José de Anchieta. E, principalmente, continuemos o seu legado. Na cultura, no teatro, na educação, na saúde, no respeito, na tolerância ao diferente, no interesse comum e não no egoísmo”, explicou.

O município conserva também o conjunto arquitetônico do Santuário Nacional de São José de Anchieta, do qual Franguelli é o vice-reitor. A importância singular desse monumento é central na história da cidade, que hoje se chama Anchieta. “Temos o orgulho de ter uma cidade que abriga, nada mais nada menos, do que as últimas marcas do Apóstolo do Brasil, do primeiro missionário, educador, e daquele que fez um bem imenso pelo Brasil”, lembrou.

Padre Bruno Franguelli finalizou seu pronunciamento reconhecendo “Tudo que fizermos para celebrar a memória do Padre Anchieta nesta cidade não será suficiente, pois ele fez muito mais do que isso por cada um de nós que estamos aqui. Que a memória de São José de Anchieta permaneça no nosso coração.”

Comenda São José de Anchieta concedida ao vice-reitor do Santuário Nacional de Anchieta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *